06
Jun 21

Bibliotecas Itinerantes-1.jpg

 

          A rede concelhia de leitura no distrito de Beja, dispõe de duas bibliotecas itinerantes da responsabilidade dos respectivos concelhos, uma em Almodôvar e outra em Castro Verde onde as mencionadas autarquias disponibilizam à população do concelho os serviços de uma biblioteca móvel.

          Igualmente o município de Grândola disponibiliza à população os serviços de uma biblioteca itinerante, Com esta unidade será possível fazer chegar a todos os munícipes, os serviços que são disponibilizados na Biblioteca Municipal de Grândola, designadamente o livre acesso a livros, jornais e revistas (para consulta local e empréstimo domiciliário), o acesso à Internet e ao catálogo colectivo da rede concelhia, bem como a acções de promoção do livro e da leitura.  O Município procura, assim, garantir o princípio da igualdade de oportunidades para todos, e promover o desenvolvimento sustentado e integrado do território, valorizando as zonas rurais e os centros de menor dimensão.

          Também noutros municípios do país, os respectivos municípios facultam e promovem a leitura através da criação de bibliotecas Itinerantes, acompanhando outros serviços culturais disponibilizados à população do concelho. 

          Estas Bibliotecas Itinerantes prestam um importante contributo no enriquecimento cultural das populações das freguesias, nomeadamente aos alunos dos Jardins de Infância e das Escolas, permitindo, entre outros aspetos, a descentralização da oferta cultural por parte do Município, promovendo junto dos alunos e da população em geral o empréstimo de livros e incentivando a prática da leitura. 

          Segundo o Jornal Público, O município alentejano de Almodôvar (Beja) vai criar uma rede de leitura através de uma biblioteca itinerante que levará "cultura em forma de livros" às localidades isoladas do concelho.

         Constantino Piçarra, director da Biblioteca Municipal de Almodôvar, explicou à Lusa que se trata de um serviço criado a partir da biblioteca "mãe", situada na sede de concelho.

            "É preciso acabar com a macrocefalia cultural das sedes de concelho", defendeu.
        "Iremos levar a cultura em forma de livros às localidades isoladas do concelho de Almodôvar, para combater a desertificação cultural", acrescentou. Neste sentido, a biblioteca itinerante vai circular pelas 25 localidades do concelho, passando por cada uma delas, de 15 em 15 dias, em locais e horários pré-definidos e a afixar nas juntas de freguesia.

         A carrinha irá transportar um acervo de 1500 livros de todos os géneros literários, além de CD, DVD e um computador com acesso à Internet e ligado à base de dados da biblioteca.
      Desta forma, explicou Constantino Piçarra, os utilizadores vão poder consultar, de forma rápida, os acervos da biblioteca itinerante e da biblioteca municipal.

         Através de prévia inscrição como leitores, o serviço itinerante destina-se aos cerca de oito mil habitantes do concelho, que podem requisitar até três livros por um prazo de 15 dias, renovável por igual período desde que não haja leitores em lista de espera.

       Com um investimento inicial de 80 mil euros, a rede concelhia de leitura e a Biblioteca Itinerante foram financiadas pela autarquia de Almodôvar, sendo o fundo documental co-financiado, em 50 por cento, pelo Instituto Português do Livro e das Bibliotecas.

 

livro.dglab.gov.pt/sites/DGLB/Portugues/bibliotecasPublicas/documentacaoBibliotecas/Paginas/DocumentosapoiocandidaturaprogramadaRNBP.aspx

 

Biblioteca itinerante em Almodôvar | LOCAL LISBOA | PÚBLICO (publico.pt)

 

As Bibliotecas Itinerantes, um serviço municipal de proximidade (dglab.gov.pt)

publicado por José Pereira Malveiro às 13:02

Junho 2021
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
22
23
24
25
26

27
28
29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO