23
Abr 09

Este Blog visa promover a divulgação do Património

Histórico e Arqueológico da vila de Garvão.

E contribuir para o diálogo sobre propostas e soluções de desenvolvimento para a vila.

 

                

 

 

publicado por José Pereira Malveiro às 20:25

Caro J. Pereia

O Furadouro existente em Garvão , não foi mais que um desvio da Estrada Real do centro da povoação, evitando a passagem de gados e restante transito, que a atravessava com grande frequência na medida em que era a principal via que ligava Lisboa e Évora ao Algarve. Quando foi feito esse desvio do centro da Vila de Garvão também o foi feito na Vila de Panóias, cuja estrada também foi desviada do porto da Crata para o porto dos Adôbos . Assim a Estrada Real foi desviada em Garvão com a abertura do Furadouro e da construção da Ponte, (que anteriormente era de madeira) deixou de passar pelo porto da Crata e pela Vila de Panóias. e passou a seguir pela margem esquerda da Ribeira até atravessar o porto dos Adôbos, indo depois entroncar na Estrada Real nas proximidades da Herdade do Reguengo na freguesia de Panóias. Com esta alteração do traçado da Estrada Real no início do século XIX deixou o trânsito de atravessar as ruas das vilas de Garvão e Panóias, aspiração há muito tempo reivindicada pelas populações das mesmas.

J. Ferreira
Anónimo a 23 de Novembro de 2010 às 09:38

Caro J. Ferreira
Obrigado pelo seu comentário, e por contribuir com esta preciosa informação sobre o Furadouro e a Estrada Real. Gostaria, em nome do Jornal de Garvão , de o convidar a desenvolver este tema sobre a Estrada Real, principalmente no percurso Garvão /Panoias e o furadouro para publicar no próximo Jornal.
Cumprimentos

Abril 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
24
25

26
27
28
29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO